Pesquisar este blog

domingo, 8 de janeiro de 2017

ATENÇÃO ,A Marinha do Brasil admite SEM CONCURSO voluntários até 45 anos de idade. Inscrições ABERTAS NO DIA 10


INGRESSE na MARINHA – Sem concurso – limite de idade até 45 anos de idade. Inscrições ABERTAS NO DIA 10 de janeiro de 2017
O Naval divulga a abertura do processo de inscrições para a seleção de voluntários para a MARINHA do BRASIL. O processo seletivo é obrigatório para todos os voluntários e deverá ser realizada no período de 10 de janeiro de 2017 a 3 de fevereiro de 2017 pelo próprio voluntário, por meio de preenchimento dos dados necessários ao processo de cadastramento para o SMV, via internet.
TodIas as inscrições abertas serão gerenciadas por intermédio dos Distritos Navais, devendo o voluntário acessar o link na página do Comando do Distrito Naval a que concorre à incorporação.
RESUMO DO EDITAL 

Condições necessárias para a INCRIÇÃO PARA O SERVIÇO MILITAR VOLUNTARIO na Marinha do Brasil
a) ser voluntário;  / b) ser brasileiro nato, nos termos do art. 12, inciso I e seu § 3º inciso VI da CRFB/88;
c) IDADE – ter mais de 18 (dezoito) anos e menos de 45 (quarenta e cinco) anos de idade, até 31 de dezembro do ano de sua incorporação, ressalta-se que, no SMV não poderá ser atingida a idade de 45 anos, sendo licenciado(a), ex offício, na data em que completar esta idade, conforme alínea c inciso 10.4.12;
d) O CANDIDATO0 DEVERÁ possuir bons antecedentes de conduta, a ser apurada por meio de averiguação da vida pregressa do voluntário, por meio da Verificação de Dados Biográficos (VDB). Se militar ou membro da Polícia ou do Corpo de Bombeiros Militar, em atividade, apresentar, na data prevista no Cronograma de Eventos, Apêndice I deste Aviso, para a realização da etapa de Verificação Documental (VD), Atestado de Idoneidade Moral e Bons Antecedentes, emitido pela autoridade a qual estiver subordinado, no caso de candidato militar, conforme Apêndice II deste Aviso ou modelo constante na página oficial do Comando do 1º Distrito Naval na internet.


PROCESSO SELETIVO

O processo seletivo será constituído das seguintes Etapas:
  • 1ª Etapa: Prova Objetiva (PO) – eliminatória e classificatória;
  • 2ª Etapa: Verificação de Dados Biográficos (VDB) – eliminatória;
  • 3ª Etapa: Inspeção de Saúde (IS) – eliminatória;
  • 4ª Etapa: Verificação Documental (VD) – eliminatória;
  • 5ª Etapa: Prova de Títulos (PT) – classificatória;
  • 6ª Etapa: Designação à incorporação; e
  • 7ª Etapa: Incorporação.

PROVA OBJETIVA

A PROVA OBJETIVA (PO) – Classificatória e eliminatória terá duração de 03 (três) horas e será realizada na sede do Comando do PRIMEIRO Distrito Naval, em local a ser divulgado, na data e horário previstos no Cronograma de Eventos.

VAGAS PRIMEIRO DISTRITO NAVAL (Veja aqui vagas para Distrito Federal)


Área industrial – VAGAS PARA a prestação do SMV como Marinheiro Especializado (MNE)

ESPECIALIDADE
CIDADE / ESTADO
VAGAS
MARCENARIA
ANGRA DOS REIS
4
ARRAIAL DO CABO
1
RIO DE JANEIRO
1


SnapCrab_NoName_2017-1-7_14-22-8_No-00

O EDITAL COMPLETO PODE SER ACESSADO NESSE LINK E DEVE SER LIDO
O LINK para as INSCRIÇÕES, A PARTIR DE 10 DE JANEIRO, É https://www.marinha.mil.br/com1dn/servico-militar

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

O Naval informa que o PT quase some do mapa nas eleições de 2016

Partido dos Trabalhadores perde o apoio dos eleitores em praticamente todas as capitais do país. Só conquistou a Prefeitura de Rio Branco e segue na disputa pelo 2º turno em Recife

Toque na imagem
Partilhar Imagem...

Em oito delas, os novos prefeitos já foram definidos e na briga pelas prefeituras o Partido dos Trabalhadores (PT) enfraquece sua participação, praticamente saiu do mapa, mostrando que a crise que atingiu a legenda no âmbito federal teve repercussões nas eleições municipais. Para o partido, o resultado pode ser o pior desde 1996.
Nas eleições de ontem, o PT fez apenas uma das oito prefeituras definidas no primeiro turno, com a reeleição de Marcus Alexandre, em Rio Branco, no Acre. 
O partido também disputa o segundo turno no Recife, onde Geraldo Julio (PSB) enfrenta João Paulo (PT) no fim do mês. 
Em 2004, o PT elegeu nove prefeitos de capitais brasileiras, número que caiu para cinco em 2008, quatro em 2012, e poderá se reduzir a duas prefeituras em 2016, o mesmo resultado de 1996.
A perda de prefeituras nas cidades mais representativas do país reflete um momento de crise e denúncias de corrupção. Nas eleições de ontem, o PT poderia ir para o segundo turno em quatro capitais, resultado que se concretizou apenas em Recife. Em São Paulo, a derrota foi para João Doria (PSDB), em Porto Alegre, Raul Pont (PT) não seguiu para o segundo turno; e em Fortaleza, a petista Luizianne Lins também não partiu para a segunda fase da disputa.
Em Nova Iguaçu por exemplo os Petistas estão em pé de guerra dentro do seu diretório municipal onde uma grande maioria apoia o atual prefeito e uma pequena parte ligada ao vereador Ferreirinha apoia o candidato Rogerio Lisboa ex.DEM hoje PR e por causa disto os candidatos do PT a vereadores em Nova Iguaçu não conseguiram se quer fazer um unico vereador e todos os candidatos do PT receberam muito pouco votos ficando a legenda sem representantes nos proximos 4 anos na camara municipal 

“Não quero nacionalizar a campanha, mas não vou negar que a vitória contribui para o PSDB nacionalmente. A capital do país é a cidade mais importante. É uma reafirmação do PSDB em território do PT. O berço do PT é aqui”, chegou a dizer João Doria na véspera da votação, quando as pesquisas já indicavam sua larga vantagem em relação aos adversários. Além de São Paulo, cidade mais industrializada do país, o partido também perdeu a prefeitura de São Bernardo do Campo, em São Paulo, berço do partido e reduto do ex-presidente Lula.

Desempenho ruim

O Nordeste também é um tradicional reduto petista, mas a figura de Lula não ajudou. Entre as nove capitais, o PT só vai para o segundo turno no Recife. João Paulo (PT) recebeu 23,76% dos votos dos pernambucanos.
No primeiro turno o PSDB fez duas prefeituras, os demais partidos, PT, PSB, DEM, PSD, PDT e PMDB elegeram um prefeito cada. Já no segundo turno o PSDB segue na liderança, disputando oito prefeituras. O PMDB concorre em seis estados, o PSD e PMN em dois, e os demais partidos disputam uma prefeitura: PT, PDT, PHS, PP, PPS, SD, PSOL, PSB, REDE, PR, PTB, PSB, PRB e PSOL.

Entre as capitais que não terão segundo turno, além de São Paulo e Acre, estão Palmas, no Tocantins, com Paulo Amastha (PSB), e Salvador, com ACM Neto (DEM). No Piauí, a Prefeitura de Teresina ficou com Firmino Filho (PSDB); em João Pessoa venceu Luciano Cartaxo (PSD), em Natal, foi eleito Carlos Eduardo (PDT), e, em Boa Vista, Teresa Surita (PMDB).

Em Aracaju, disputam o segundo turno Edvaldo Nogueira (PCdoB) e Valadares Filho (PSB). Em Belo Horizonte, estão no segundo turno João Leite (PSDB) e Kalil (PHS); em Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD) enfrenta Rose Modesto (PSDB); em Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB) e Wilson Santos (PSDB) estão na disputa, e em Curitiba, a briga pela prefeitura será entre Rafael Greca (PMN) e Ney Leprevost (PSD).

No Sul do país, em Florianópolis, se enfrentam no segundo turno Gean Loureiro (PMDB) e Angela Amin (PP). Em Belém. Zenaldo Coutinho (PSDB) e Edmilson (PSOL) continuam na disputa. Em Goiânia, Iris Rezende (PMDB) e Vanderlan (PSB) seguem tentando conquistar os eleitores. E no Macapá, a briga é entre Clécio (Rede) e Gilvam Borges (PMDB).

Em Maceió, a disputa é entre Rui Palmeira (PSDB) e Cícero Almeida (PMDB). Em Manaus, vão se enfrentar Artur Neto (PSDB) e Marcelo Ramos (PR). Em Porto Alegre, o segundo turno vai contar com Nelson Marchezan Júnior (PSDB) e Sebastião Melo (PMDB); em Porto Velho, com Dr. Hildon (PSDB) e Leo Moraes (PTB). No Recife, vão se enfrentar Geraldo Julio (PSB) e João Paulo (PT). No Rio de Janeiro, o segundo turno é entre Crivella (PRB) e Marcelo Freixo (PSOL); em São Luís, entre Edivaldo Holanda Jr. (PDT) e Eduardo Braide (PMN) e em Vitória, Luciano (PPS) enfrenta Amaro Neto (SD).

quarta-feira, 1 de junho de 2016

O Naval revela a grande farsa do estupro coletivo!


estupro
como pode uma vitima de estupro tirar selfies com seus algozes 
Recebi nas últimas 12 horas pelo menos três mensagens privadas perguntando se eu estava contente com o caso da tal menina mae de 16 anos estuprada na comunidade do Barão, uma delas me chamando inclusive de monstro insensível. Bom, essas indagações – diga-se de passagem, pertinentes – merecem uma luz um pouco mais intensa e direcionada.Primeiramente acho desnecessário dizer que sou contra qualquer forma de violência física e psicológica, especialmente por motivações sexuais. Todavia, sou a favor da castração química para estupradores e pedófilos, prisão perpétua para ambos e porte de arma para legítima defesa pessoal.A repercussão que este evento alcançou e a histeria coletiva que causou, especialmente por parte das feministas militantes partidárias de plantão, são quase idênticos àqueles provocados pelo episódio da gaúcha que chamou o goleiro Aranha de “macaco” – atento aqui para a repercussão do caso especificamente e não para o ato em si –, mudando apenas o modo como foram registrados e veiculados pela grande mídia.Ao contrário do primeiro evento, no qual ficou evidente o intuito da ofensa por parte da torcedora do Grêmio, esse suposto estupro não apresenta uma sequência de acontecimentos muito precisos, tampouco que consigam defini-lo de forma conclusiva como um estupro coletivo. A própria polícia, dada as circunstâncias, elementos envolvidos e outras evidências que contradizem a versão divulgada pela grande mídia, afirma que ainda não é possível definir uma linha de investigação e ressalta que não se pode afirmar que houve estupro. Já o chefe da Polícia Civil, delegado Fernando Veloso, antecipa que o laudo pericial poderá contrariar senso comum. Todavia, os quatro suspeitos já identificados foram presos  pelo crime de distribuição de material pornográfico envolvendo a jovem, mas não por estupro! (ver artigo 241-A do ECA ).mesmo com a delegada do caso dizendo que ttem convicção para o estupro ???Curiosamente, a própria mãe da jovem, em reportagem concedida ao programa Conexão Repórter, do SBT, relata que procurou ajuda do Estado para tentar colocar a filha em algum programa de recuperação de viciados em drogas, mas sem sucesso. Há ainda a declaração de que a jovem mantinha um relacionamento amoroso com um dos acusados e normalmente frequentava as rodas de bailes funks geralmente acompanhada dos criminosos mais perigosos da comunidade. Ao que tudo indica, era comum a participação dela em eventos regados à drogas, álcool e sexo em grupo. Não obstante, além das fotos que circulam pelas redes sociais mostrando a jovem ostentando armas de grosso calibre como fuzis de assalto  e prints de conversas registradas no seu aparelho celular, surge ainda um ÁUDIO que talvez seja a mais reveladora de todas as evidências já coletadas até agora: A de que não houve nenhum crime de estupro coletivo!.É sabido por muitos que existe uma espécie de Magna Carta do tráfico que serve como um código de conduta para todos os moradores das favelas. Consta neste código um dos mandamentos que, dentre os demais, talvez seja o mais temido e respeitado de todos. A sua violação implica, sobretudo, na imputação da penalidade máxima de execução sumária e inegociável do infrator: A saber, o crime de estupro.Convido o leitor do blogger do Naval a fazer agora uma reflexão junto comigo: você acha mesmo que aqueles indivíduos seriam suficientemente loucos de cometerem um estupro coletivo e ainda filmarem e exibirem suas imagens nas redes sociais sabendo que seriam executados logo na manhã seguinte? Ora! Esse é o tipo de pergunta que até mesmo uma criança de cinco anos saberia a resposta!

Pitty
Acontece, caro leitor, que esse caso, por um aborto do destino, acabou ganhando os holofotes da mídia internacional. Logo, desfazer todo o circo midiático que foi armado em cima desse escândalo seria ainda mais desastroso do que culpar trinta supostos estupradores por um crime que não aconteceu, afinal, mais importante que o fato é a versão do fato e a população, ávida por justiça, uma vez que toma conhecimento de tamanha barbárie, exige uma resposta rápida e eficiente das autoridades competentes.Paralelo a isso, esse grande mal entendido pode ser ainda muito vantajoso para partidos de esquerda e seus militantes  quando capitalizado estrategicamente, servindo assim de combustível para inflamar a velha chama da luta do “eles contra nós”, sobretudo, aumentando consideravelmente as verbas e recursos que são destinados para as fundações, secretarias, associações, colegiados e tantas outras milhares de ONGs que sobrevivem da desgraça alheia. Sendo assim, mesmo que a própria polícia conclua definitivamente que todo esse evento não passou de um grande equívoco as bandeiras feministas continuarão hasteadas e flamejantes negando a cintilante realidade dos fatos! Ora! Se existe nessa história algum estupro coletivo então ele certamente se configura na tentativa de violentarem a integridade do nosso senso crítico!
13268325_267967506882535_2851633043258699740_o
Por fim, se existe alguma forma de “cultura do estupro” no nosso meio então ela se manifesta da forma mais óbvia e absoluta nas letras de funk proibidões tocadas em varias comunidades do Rio , o qual é veementemente defendido, massivamente difundido e absolutamente cultuado pela nova esquerda cultural usurpadora da cultura histórica do país. Dizer que a “cultura do estupro” se perpetua sob as mais variadas formas de poder – até mesmo num ingênuo comercial de desodorante –, ao passo que se promove abertamente a promiscuidade desse gênero musical, é assinar com letras garrafais um atestado de canalhice!!!pronto falei
adsumus